A Essência da vida cristã

Por Renan Melo 

Recentemente participei de um evento em comemoração ao dia da mocidade presbiteriana, organizado pela UMP São Paulo. Uma das coisas que me chamaram a atenção foi a abordagem do pregador com relação a motivações reais de um cristão, que baseou fortemente meu pensamento neste texto.

Lembro que há um tempo atrás (não tanto assim, rs) ao ouvir falar de pessoas sofrendo, sendo perseguidas e agredidas por causa do cristianismo em países como China, Coréia do Norte, etc, me perguntava: “E se fosse eu?”. Ao realizar esta pergunta percebia que não queria viver assim, queria uma vida normal, um bom trabalho, uma família saudável, etc.

Apesar de tudo, de uma coisa eu sei:

Bem-aventurados sois vós, quando vos injuriarem e perseguiram e, mentindo, disserem todo mal contra vós por minha causa. Alegrai-vos e exultai, porque é grande o vosso galardão nos céus; porque assim perseguiram aos profetas que foram antes de vós.” Mateus 5: 11-12

Eu acredito na Bíblia como a verdade, e ao vê-la afirmando que essas pessoas são mais que felizes (bem-aventurados), acredito nisso como verdade, ao contrário do que muitas vezes pensamos.

O que também me chama a atenção é como que uma visão contemporânea de vida feliz não é necessariamente a visão de Deus para felicidade.

cruz

e quem não toma a sua cruz e vem após mim não é digno de mim. Quem acha a sua vida perdê-la á; quem, todavia perde a vida por minha causa achá-la-á.” Mateus 10: 38-39

Ao olhar para o contexto dessa passagem, Jesus não está mencionando “perder a vida” como literalmente morrer, mas mudar a motivação da sua vida. Transferindo a razão das nossas vidas de nós mesmos para Cristo.

Fomos criados para glorificar a Deus, você quer achar uma vida com real sentido? Ela não pode pertencer a você, e sim a Cristo:

Se observarmos bem, se não formos cristãos de verdade, mas apenas religiosos do cristianismo (o que está cheio nas igrejas brasileiras), observaremos que aqueles que sofrem perseguições por serem cristãos possuem mais razão de ter pena de nossas vidas do que nós das deles.

Portanto, se você está disposto a viver de VERDADE, tem que viver para o que Deus o criou: para glorificá-lo. Você quer viver uma vida desta forma? Então comece por aqui:

Isto, portanto, digo e no Senhor testifico que não mais andeis como também andam os gentios, na vaidade dos seus próprios pensamentos, obscurecidos de entendimento, alheios à vida de Deus por causa da ignorância em que vivem, pela dureza do seu coração, os quais, tendo-se tornado insensíveis, se entregaram à dissolução para, com avidez, cometerem toda sorte de impureza. Mas não foi assim que aprendestes a Cristo, se é que, de fato, o tendes ouvido e nele fostes instruídos, segundo é a verdade em Jesus, no sentido de que, quando ao trato passado, vos despojeis do velho homem, que se corrompe segundo as concupiscências do engano, e vos renoveis no espírito do vosso entendimento, e vos revistais do novo homem, criado segundo Deus, em justiça e retidão procedentes da verdade.” Efésios 4: 17-24

Deixe uma resposta

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s


%d blogueiros gostam disto: