Archive for dezembro \18\UTC 2009

Morte

18/12/2009

Por Aline Cândido, do blog Verbonline <http://verbonline.blogspot.com/>

“Mas Deus o ressuscitou dos mortos, rompendo os laços da morte, porque era impossível que a morte o retivesse.” (Atos 2.24).

Você sabe de quem este texto está falando? Não é de Moisés, aquele grande homem que conduziu o povo israelita para a Terra prometida. Também não é sobre Paulo, o homem que passou de fariseu a apóstolo e fez grandes viagens missionárias em sua época. Também não é sobre Davi, o rei que era segundo o coração de Deus. Esse texto também não é sobre Gandhi, Allan Kardec ou Maomé. Todos estes morreram e seus corpos sofreram decomposição, viraram pó. A morte chegou para todos, menos para um.

Saúde, dinheiro, prosperidade… essas coisas qualquer um pode conseguir e muitas religiões fazem “propaganda” destes itens para atrair seguidores. Mas quem é que, uma vez morto, consegue ressuscitar? Quem desafiou e venceu a morte, rompendo seus laços? Foi Ele, o único – Jesus Cristo, filho de Deus. “Eu sou a ressurreição e a vida. Aquele que crê em mim, ainda que morra, viverá” (João 11.25).

Muitas religiões podem te dar uma “boa vida”, mas somente Jesus pode fazê-lo vencer a morte, como Ele fez. Essa é a essência do cristianismo. Se você não deseja isso mas deseja todas as outras coisas, não me leve a mal, mas seu cristianismo é raso. Peça a Deus para ampliar a sua visão, enxergue além dessa vida.

Se o cristianismo serve somente para você, não é cristianismo. Deus nos leva a ter compaixão por outros como Ele teve por nós. “Porque Deus amou o mundo tanto, que deu o seu único Filho, para que todo o que nele crer não morra, mas tenha a vida eterna” (João 3.16).

Você que é mãe ou pai deve imaginar o tamanho do sacrifício que seria dar o seu filho por alguém. Agora imagine entregar o seu filho por alguém que não merece. Foi isso o que Deus fez, esse é o tamanho do amor dEle por nós.“Dificilmente haverá alguém que morra por um justo, embora pelo homem bom talvez alguém tenha coragem de morrer. Mas Deus demonstra seu amor por nós: Cristo morreu em nosso favor quando ainda éramos pecadores” (Romanos 5.7-8).

Esse é o meu Deus – Ele está vivo! “Ele acabou com o poder da morte e, por meio do evangelho, revelou a vida que dura para sempre” (2Timóteo 1.10).

Lembre-se disso: os que crêem nele, ainda que morram, viverão eternamente. De que lado você está?

Anúncios

Congresso Nacional de UMP’s

14/12/2009

UMPovo!

Vai rolar o maior evento da UMP de todo o Brasil em 2010, na cidade do Rio de Janeiro: é o XVI Congresso Nacional de UMP’s, nos dias 20 a 24 de janeiro, e o tema é “Transtornando o Mundo” (Atos 17:6b).

Haverá diversas oficinas com assuntos são de extrema importância para toda a Igreja e principalmente para nós, jovens.

Os temas são: Evangelização Urbana: Teoria e Prática; Relacionamentos: Enfrentando Conflitos Familiares; Empregabilidade sob a ótica cristã; Homossexualidade: aspectos religiosos, sociais e políticos.

Será uma oportunidade para aprendermos mais e reciclar o que aprendemos até hoje. Serão 4 dias com irmãos do Brasil todo, será uma ótima experiência!!

Para saber mais sobre o Congresso:

www.mocidadepresbiteriana.com.br/cn2010 ou o blog da UMPSP: www.congresso2010.blogspot.com e contém mais informações sobre oficinas, sobre valores de hospedagem, transporte etc.

Para dentro e para fora

07/12/2009

Publicado no boletim IPVM de 6/12/09 por Rev. Cícero Brasil Ferraz

Deus nos chamou (para dentro do corpo) para nos expulsar para fora (dentro do mundo) para testemunhar o seu nome a um mundo caído e carente de Deus. Muitas de nossas igrejas funcionam como clubes privados, feitos em benefício de seus membros enquanto o Novo Testamento apresenta o modelo de uma igreja cujas atividades existem, principalmente, em benefício dos de fora.

O que nos impede de nos tornarmos a igreja que Deus projetou? Tenho assistido vez por outra um mesmo modelo se repetir: uma igreja começa com altos ideais, gera um turbilhão de atividades e aos poucos modera sua visão, acomodando-se com algo muito inferior ao ideal. Quando eu ficava do lado de fora da igreja, olhando para dentro, encontrava muito para criticar. Mas, uma vez dentro, percebi a dificuldade que é sustentar qualquer coisa parecida com a visão neotestamentária do que deve ser a igreja.

Agora que “dou a minha parcela de contribuição” com as falhas da igreja sou muito mais tolerante com ela. A igreja “frustra-nos até a santidade, ao anunciar uma perspectiva brilhante e, então, nos convidar a participar de uma realidade opaca” (Richard Rohr). Todos somos chamados para fazer a obra do ministério. Mas, a não ser que entendamos a natureza do desafio – os “perigos ocupacionais” do ministério – nós, que estamos na igreja, inevitavelmente nos retrairemos às trincheiras, restringindo a escala de nossa missão de maneira a servimos a nós mesmos e não ao mundo. Ao fazermos isso, tornamo-nos exatamente como todas as outras instituições humanas, e o chamado singular da igreja se desvanea.

Geralmente, quando nos embrenhamos no ministério, há entre nós em “equilíbrio precário” entre a hipersensibilidade e o calo emocional. Alguns permanecem tão hipersensíveis para com a dor que os cerca que acabam sucumbindo àquela dor.

Outros desenvolvem uma “calosidade” que torna o ministério igual a qualquer outro trabalho: Sempre com muito trabalho e pouca recompensa. Infelizmente, nenhum dos dois dura muito tempo imerso na obra do Senhor.

Tributo a Jorge Rehder

02/12/2009

Perdemos um grande poeta, amigo, irmão, pastor… Jorge Rehder faleceu no dia 8 de novembro, depois de dura batalha contra o câncer.
Quem quiser conhecer mais da vida e obra deste grande testemunha e amigo do Senhor, veja em:

http://www.jorgerehder.com.br/

ou no site da igreja Projeto Raízes onde haverá o tributo a ele:

http://www.projetoraizes.com.br/

Música de primeira!!

01/12/2009

Você conhece música cristã com qualidade e compromisso com Senhor? Difícil hoje em dia né?

O site Plataforma.art.br/ preenche essa lacuna: com uma proposta ‘audiovisual que pretende tornar vista a palavra e audível a experiência’, traz sempre um artista novo falando de seus projetos, tocando e apresentado seu trabalho num formato muito interessante de podcast e show.

Toda sexta tem novidades mas vc também pode conferir o vasto material de arquivo de tantos artistas que já passaram por lá, vale muito a pena!