ASSÉDIO MORAL, UM LAÇO PERIGOSO

“O que adultera com uma mulher está fora de si; 
só mesmo quem quer arruinar-se é que pratica tal coisa.” 
Pv 6.32

José era escravo na casa de Potifar, mas era um jovem inteligente e bonito. Não tardou para que a mulher de Potifar colocasse seus olhos nele com desavergonhada cobiça. Usou todas as suas armas de sedução para levar o jovem hebreu para a cama. José se manteve íntegro. Muitos fatores poderiam atenuar a culpa de José caso ele se entregasse aos galanteios daquela mulher sedutora. Ele era jovem. Os hormônios gritavam dentro dele. Era escravo e devia obedecer em tudo sua patroa. Vivia longe de casa e ninguém cobraria nada dele.

Ainda: dizer não aos encantos de sua patroa poderia lhe render perdas e ir para a cama com ela poderia lhe trazer vantagens imediatas. Além do mais, o assédio era contínuo. Chegou o dia em que a mulher agarrou José e lhe disse: “Deita-te comigo”. José, porém, evadiu-se deixando nas mãos dela o seu manto. Preferiu a acusação aberta à culpa secreta. Preferiu a prisão à liberdade no pecado. Preferiu sofrer como inocente a ser promovido como adúltero. A Bíblia diz: “O que adultera com uma mulher está fora de si; só mesmo quem quer arruinar-se é que pratica tal coisa”.

ORE
Pai supremo, tu conheces minhas lutas e fraquezas. Dá-me força e socorro no momento da tentação. Mantenha minha família distante do engano e da traição. Em nome de Jesus. Amém.
Publicado originalmente em http://www.lpc.org.br/cada-dia em 06/05/11
 

Deixe uma resposta

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s


%d blogueiros gostam disto: